Saudades de você!

Imagem do GOOGLE
E de repente em meio a tanta solidão me veio uma imensa saudade de você, não que eu não sentisse saudade antes, claro que sentia e como sentia, mas os dias ainda eram de esperança, ainda acreditava que de repente eu ouviria aquelas três batidas na porta de casa e tua voz meio sem graça a me chamar. Porém os dias passaram e você não veio e esse meu eu , aquele eu tão profundo já não me era tão suficiente. Quanto as esperanças, não as tenho mais. Tamanha falta você me faz!
Sei que em textos, contextos ou em meus maus textos provavelmente nada você entenderá, mas é desejável que sinta ao menos que faz falta em cada detalhe...
Sabe amor, as coisas continuam no mesmo lugar, os livros espalhados pelo sofá, a caneca ainda sobre a mesa e o seu cheiro que insiste em permanecer em cada ambiente por onde quer que eu vá. 
Por mais triste e improvável que me pareça tenho que seguir em frente e seguir meu bem sem ti é que é difícil, ah! difícil é palavra fácil, a verdade é que seguir sem ti será um suplício, uma dor sem fim. Pareço exagerada??? Antes fosse, queria estar usando e abusando de hipérboles ou algo semelhante, mas essas minhas palavras são tão reais quanto o vazio que sinto ao estar simplesmente só em meio a tantas pessoas...

Quem sabe numa dessas estradas da vida eu não encontro contigo?
E quem sabe os teus pensamentos sejam os meus? 
As suas dores sejam as minhas?
Quem sabe? Oh! Quem sabe???

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe aqui o seu pitaco!!!

 
Minha negra cor - Aline Dias © Todos os direitos reservados :: voltar ao topo